Pesquisar este blog

sábado, 12 de maio de 2012

Rio Eufrates no princípio e no fim.

A Seca do Eufrates seria mais um sinal?
Nesses dias tenho encontrado dificuldade para escrever, pois o que tem vindo ao meu pensamento constantemente é sobre o inevitável dia da vingança do Deus Todo Poderoso. Mas como falar desse dia sem antes apresentar a misericórdia e a graça maravilhosa do Senhor? É certo que os homens e principalmente as religiões descaracterizadas das Escrituras, tem afrontado grandemente ao Senhor e Santo de Israel. Durante séculos o Deus eterno tem sido afrontado pelo homens que rejeitaram a sua justiça e estabeleceram sua própria e durante séculos mataram Jesus a Palavra e deram liberdade ao Barrabás um "preso muito conhecido" (Romanos 10:3, Mateus 27:16); Mas há um cálice da indignação da ira cujo vinho é tinto, e está cheio de mistura, preparado para os inimigos de Deus que solverão e beberão as suas fezes. (Salmo 75:8, Jeremias 48:11, Apocalipse 14:10 e 16:19).
Por quatro vezes somos chamados nas escrituras a ouvir a voz da salvação. "Se hoje ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações". Salmo 95:7, Hebreus 3:7 e 15; 4:7.
 Por treze vezes aparece a expressão "Quem tem ouvidos, ouça".
Em toda a escritura somos convidados a chegarmos a Deus e beber da Água da Vida, que jorra para a eternidade, mas os homens insistem em deixar o manancial de águas vivas e cavar as suas cisternas rotas que não retem as águas e por isso a uma exclamação de espanto e horror da parte de Deus. Jeremias 2:12-13.
 O grande Amor de Deus e o dia da vingança de Deus:
“Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu. E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.” João 3:13-21.

 “E tocou o sexto anjo a sua trombeta, e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro, que estava diante de Deus, A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates. E foram soltos os quatro anjos, que estavam preparados para a hora, e dia, e mês, e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens. E o número dos exércitos dos cavaleiros era de duzentos milhões; e ouvi o número deles. E assim vi os cavalos nesta visão; e os que sobre eles cavalgavam tinham couraças de fogo, e de jacinto, e de enxofre; e as cabeças dos cavalos eram como cabeças de leões; e de suas bocas saía fogo e fumaça e enxofre. Por estes três foi morta a terça parte dos homens, isto é pelo fogo, pela fumaça, e pelo enxofre, que saíam das suas bocas. Porque o poder dos cavalos está na sua boca e nas suas caudas. Porquanto as suas caudas são semelhantes a serpentes, e têm cabeças, e com elas danificam. E os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras de suas mãos, para não adorarem os demônios, e os ídolos de ouro, e de prata, e de bronze, e de pedra, e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar. E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos.” Apocalipse de João 9:13-21.
        O Rio Eufrates no princípio e no fim:
“E o nome do terceiro rio é Tigre; este é o que vai para o lado oriental da Assíria; e o quarto rio é o Eufrates.” Genesis 2:14.
“A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.” Apocalipse 9:14.
“Porque este dia é o dia do Senhor Deus dos Exércitos, dia de vingança para ele se vingar dos seus adversários; e a espada devorará, e fartar-se-á, e embriagar-se-á com o sangue deles; porque o Senhor Deus dos Exércitos tem um sacrifício na terra do norte, junto ao rio Eufrates." Jeremias 46:10.
O Doce convite:

“E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.” João 7:37-38.
“E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.” Apocalipse 21:6.
“E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.” Apocalipse 22:17.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

O valor da oração para Deus.

Outro dia quando escrevia uma mensagem e postava algumas fotos de alguns objetos, ao colocar a legenda na foto de um sabonete com os dizeres "Sangue do Cordeiro" fiquei pasmado paralisado e em silêncio por alguns segundos. Foram alguns poucos segundos de silêncio, mas que me pareceu uma eternidade e em seguida veio a legenda para tal objeto com a exclamação: “Ai! ai! ai!”
Eu sabia que a expressão estava na bíblia e buscando a encontrei em Apocalipse 8:13, e pude ver pasmado que tal capítulo começa assim: “E, HAVENDO aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no céu quase por meia hora. ... E olhei, e ouvi um anjo voar pelo meio do céu, dizendo com grande voz: Ai! ai! ai! dos que habitam sobre a terra! por causa das outras vozes das trombetas dos três anjos que hão de ainda tocar.” Apocalipse 8:1 e 13
Pude observar também que sete anjos estavam diante de Deus com sete trombetas de maldição para serem tocadas uma a uma e a terra e os astros celestes de alguma maneira seriam feridos terrivelmente. Mas pude ver também com muita alegria que para os sete anjos e as sete trombetas de maldição que estavam diante de Deus... UM anjo com a benção.  
Joelhinhos dobrados que promovem
a segurança e o impedem de cair.
“E veio outro anjo e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono. E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus. E o anjo tomou o incensário, e o encheu do fogo do altar, e o lançou sobre a terra; e houve depois vozes, e trovões, e relâmpagos e terremotos.” Apocalipse 8:3-5
No tempo da preparação para o toque das sete trombetas entre os versos 2 e 6, o Deus Todo Poderoso honra as orações dos santificados pela Palavra do Espírito  e as coloca em salvas de ouro com muito incenso, sobre o altar de ouro que esta diante do trono.
“A minha casa será chamada Casa de oração...” Mateus 21:12-13, Marcos 11:15-17, Lucas 19:45-46.

“Também os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos. Isaías 56:7

quinta-feira, 10 de maio de 2012

"Homem de dores"

O trabalho braçal em madeira.

“Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.” Isaías 53:2-5
 Reflexão
Lendo o capítulo 53 de Isaías achei interessante a descrição dada pelo profeta na revelação do Espírito sobre o Filho de Deus, Jesus nosso Salvador.
O profeta descreve Jesus como homem de dores e experimentado nos trabalhos.
Sabemos pelas escrituras que Jesus foi carpinteiro no período de doze aos trinta anos. Até não sei se naquele tempo o menino ficava totalmente ocioso até completar doze anos, todavia acho que não. Consideremos então que Jesus tenha trabalhado quase vinte anos como carpinteiro.
Quando Isaías o descreve como “homem experimentado nos trabalhos”, passamos a imaginar o jovem Jesus o Cristo de Deus trabalhando como carpinteiro. Não quero aqui apresentar algo bonito, sobre o tipo, qualidade ou beleza do que era fabricado naquela humilde carpintaria. Antes quero chamar-vos a atenção sobre o pesado serviço que ele realizava ao desdobrar as toras de madeira que ali chegavam. Hoje temos maquinários modernos e podemos dizer que o trabalhador em madeira quase não faz força. Mas naquele tempo era diferente; A madeira era desdobrada com ferramentas rústicas, como gurpiões e machados. Imaginemos o efeito sobre o físico e aspecto de Jesus. Foram vinte anos no trabalho pesado juntamente com José e seus irmãos.
Daí, me veio a curiosa pergunta quanto à inspiração para as atuais imagens de Jesus, onde Ele algumas vezes é apresentado até com aspecto efeminado. Com toda certeza não foi o mesmo Espírito que revelou a Isaías o que inspirou tais imagens.  Está mais para o alerta de Paulo aos Romanos 1:25-32

“Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis.” 2ª Corintios 11:4

“Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo.” 2ª Corintios 5:1

terça-feira, 8 de maio de 2012

Nos últimos dias voltarás

Hoje pela manhã deparei com essa palavra e fiquei muito maravilhado com a clareza da mesma para os corações sedentos de vida eterna. Vemos que a preocupação primeira da parte de Moisés é lembrar o povo sobre o perigo terrível das imagens de esculturas de caráter religioso. 
Há um destaque especial para a VOZ que foi ouvida do meio do fogo e o alerta de que não lhes foi apresentado e que eles não viram figura alguma. Tal ensino é a base da fé genuína e que agrada a Deus, conforme está escrito em Hebreus 11 e Romanos 10, onde lemos que "a voz deles saiu por todo o mundo e a fé vem pelo ouvir". Lembra também a João Batista que veio na virtude e poder de Elias o tipo da Igreja do Senhor identificado como "a Voz do que clama no deserto".
Há também o alerta sobre o perigo de se acrescentar ou diminuir à Palavra que Ele mandou. 
Olhos sedentos e ungidos e boa leitura em nome de Jesus.

Deuteronômio 4
1  AGORA, pois, ó Israel, ouve os estatutos e os juízos que eu vos ensino, para os cumprirdes; para que vivais, e entreis, e possuais a terra que o Senhor Deus de vossos pais vos dá.
2  Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso Deus, que eu vos mando.
3  Os vossos olhos têm visto o que o Senhor fez por causa de Baal-Peor; pois a todo o homem que seguiu a Baal-Peor o Senhor teu Deus consumiu do meio de ti.
4  Porém vós, que vos achegastes ao Senhor vosso Deus, hoje todos estais vivos.
5  Vedes aqui vos tenho ensinado estatutos e juízos, como me mandou o Senhor meu Deus; para que assim façais no meio da terra a qual ides a herdar.
6  Guardai-os pois, e cumpri-os, porque isso será a vossa sabedoria e o vosso entendimento perante os olhos dos povos, que ouvirão todos estes estatutos, e dirão: Este grande povo é nação sábia e entendida.
7  Pois, que nação há tão grande, que tenha deuses tão chegados como o Senhor nosso Deus, todas as vezes que o invocamos?
8  E que nação há tão grande, que tenha estatutos e juízos tão justos como toda esta lei que hoje ponho perante vós?
9  Tão-somente guarda-te a ti mesmo, e guarda bem a tua alma, que não te esqueças daquelas coisas que os teus olhos têm visto, e não se apartem do teu coração todos os dias da tua vida; e as farás saber a teus filhos, e aos filhos de teus filhos.
10  O dia em que estiveste perante o Senhor teu Deus em Horebe, quando o Senhor me disse: Ajunta-me este povo, e os farei ouvir as minhas palavras, e aprendê-las-ão, para me temerem todos os dias que na terra viverem, e as ensinarão a seus filhos;
11  E vós vos chegastes, e vos pusestes ao pé do monte; e o monte ardia em fogo até ao meio dos céus, e havia trevas, e nuvens e escuridão;
12  Então o Senhor vos falou do meio do fogo; a voz das palavras ouvistes; porém, além da voz, não vistes figura alguma.
13  Então vos anunciou ele a sua aliança que vos ordenou cumprir, os dez mandamentos, e os escreveu em duas tábuas de pedra.
14  Também o Senhor me ordenou ao mesmo tempo que vos ensinasse estatutos e juízos, para que os cumprísseis na terra a qual passais a possuir.
15  Guardai, pois, com diligência as vossas almas, pois nenhuma figura vistes no dia em que o Senhor, em Horebe, falou convosco do meio do fogo;
16  Para que não vos corrompais, e vos façais alguma imagem esculpida na forma de qualquer figura, semelhança de homem ou mulher;
17  Figura de algum animal que haja na terra; figura de alguma ave alada que vôa pelos céus;
18  Figura de algum animal que se arrasta sobre a terra; figura de algum peixe que esteja nas águas debaixo da terra;
19  Que não levantes os teus olhos aos céus e vejas o sol, e a lua, e as estrelas, todo o exército dos céus; e sejas impelido a que te inclines perante eles, e sirvas àqueles que o Senhor teu Deus repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus.
20  Mas o Senhor vos tomou, e vos tirou da fornalha de ferro do Egito, para que lhe sejais por povo hereditário, como neste dia se vê.
21  Também o Senhor se indignou contra mim por causa das vossas palavras, e jurou que eu não passaria o Jordão, e que não entraria na boa terra que o Senhor teu Deus te dará por herança.
22  Porque eu nesta terra morrerei, não passarei o Jordão; porém vós o passareis, e possuireis aquela boa terra.
23  Guardai-vos e não vos esqueçais da aliança do Senhor vosso Deus, que tem feito convosco, e não façais para vós escultura alguma, imagem de alguma coisa que o Senhor vosso Deus vos proibiu.
24  Porque o Senhor teu Deus é um fogo que consome, um Deus zeloso.
25  Quando, pois, gerardes filhos, e filhos de filhos, e vos envelhecerdes na terra, e vos corromperdes, e fizerdes alguma escultura, semelhança de alguma coisa, e fizerdes o que é mau aos olhos do Senhor teu Deus, para o provocar à ira;
26  Hoje tomo por testemunhas contra vós o céu e a terra, que certamente logo perecereis da terra, a qual passais o Jordão para a possuir; não prolongareis os vossos dias nela, antes sereis de todo destruídos.
27  E o Senhor vos espalhará entre os povos, e ficareis poucos em número entre as nações às quais o Senhor vos conduzirá.
28  E ali servireis a deuses que são obra de mãos de homens, madeira e pedra, que não vêem, nem ouvem, nem comem, nem cheiram.
29  Então dali buscarás ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.
30  Quando estiverdes em angústia, e todas estas coisas te alcançarem, então nos últimos dias voltarás para o Senhor teu Deus, e ouvirás a sua voz.
31  Porquanto o Senhor teu Deus é Deus misericordioso, e não te desamparará, nem te destruirá, nem se esquecerá da aliança que jurou a teus pais.
32  Agora, pois, pergunta aos tempos passados, que te precederam desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra, desde uma extremidade do céu até à outra, se sucedeu jamais coisa tão grande como esta, ou se jamais se ouviu coisa como esta?
33  Ou se algum povo ouviu a voz de Deus falando do meio do fogo, como tu a ouviste, e ficou vivo?
34  Ou se Deus intentou ir tomar para si um povo do meio de outro povo com provas, com sinais, e com milagres, e com peleja, e com mão forte, e com braço estendido, e com grandes espantos, conforme a tudo quanto o Senhor vosso Deus vos fez no Egito aos vossos olhos?
35  A ti te foi mostrado para que soubesses que o Senhor é Deus; nenhum outro há senão ele.
36  Desde os céus te fez ouvir a sua voz, para te ensinar, e sobre a terra te mostrou o seu grande fogo, e ouviste as suas palavras do meio do fogo.
37  E, porquanto amou teus pais, e escolheu a sua descendência depois deles, te tirou do Egito diante de si, com a sua grande força,
38  Para lançar fora de diante de ti nações maiores e mais poderosas do que tu, para te introduzir e te dar a sua terra por herança, como neste dia se vê.
39  Por isso hoje saberás, e refletirás no teu coração, que só o Senhor é Deus, em cima no céu e em baixo na terra; nenhum outro há.
40  E guardarás os seus estatutos e os seus mandamentos, que te ordeno hoje para que te vá bem a ti, e a teus filhos depois de ti, e para que prolongues os dias na terra que o Senhor teu Deus te dá para todo o sempre.
41  Então Moisés separou três cidades além do Jordão, do lado do nascimento do sol;
42  Para que ali se acolhesse o homicida que involuntariamente matasse o seu próximo a quem dantes não tivesse ódio algum; e se acolhesse a uma destas cidades, e vivesse;
43  A Bezer, no deserto, no planalto, para os rubenitas; e a Ramote, em Gileade, para os gaditas; e a Golã, em Basã, para os manassitas.
44  Esta é, pois, a lei que Moisés propôs aos filhos de Israel.
45  Estes são os testemunhos, e os estatutos, e os juízos, que Moisés falou aos filhos de Israel, havendo saído do Egito;
46  Além do Jordão, no vale defronte de Bete-Peor, na terra de Siom, rei dos amorreus, que habitava em Hesbom, a quem feriu Moisés e os filhos de Israel, havendo eles saído do Egito.
47  E tomaram a sua terra em possessão, como também a terra de Ogue, rei de Basã, dois reis dos amorreus, que estavam além do Jordão, do lado do nascimento do sol.
48  Desde Aroer, que está à margem do ribeiro de Arnom, até ao monte Sião, que é Hermom,
49  E toda a campina além do Jordão, do lado do oriente, até ao mar da campina, abaixo de Asdote-Pisga.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O Planeta Terra – Realidade.


“PORQUE eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como a palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo. Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria.” Malaquias 4:1-2.

Reflexão sobre o Planeta Terra:
"porque a terra é minha, diz o Senhor."
        É preocupante os dias atuais em para o Evangelho de Cristo Jesus o Senhor quanto ao rumo que tem sido dado a assunto de tamanha e vital importância pára a humanidade que vive terríveis dias de trevas espirituais em razão da apostasia. Há aqueles que sabem que algo de muito ruim para os moradores da terra se aproxima, mas são covardes demais para desfazer suas mentiras e apresentar a única Verdade confiável no mundo das religiões que é a imutável e infalível Palavra de Deus. Lamentavelmente estão escolhendo estarem na esquerda do Grande e Justo Juiz, naquele grande e terrível dia que se aproxima velozmente.
No contexto atual falar em dias melhores para o planeta terra e seus moradores ainda que com muita eloqüência e até com sinais é ser muito ignorante acerca do assunto e é também enganar e ser enganado. Falar de paz e segurança assunto tão em evidência nesse tempo é fazer lembrar o sinal já previsto pelo Apóstolo Paulo em 1ª Tessalonicenses 5, de que sobrevirá repentina destruição. Para sua Igreja no particular o Senhor concita a “erguer a cabeça para o Céu” face aos sinais e acontecimentos na terra.
Estava pensando sobre os direitos de Deus sobre a terra e tudo o que nela há. O Deus Todo Poderoso, o Grande EU SOU o Criador e Santo de Israel disse que a terra é dEle. “Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha.” Êxodo 19:5. “Também a terra não se venderá em perpetuidade, porque a terra é minha; pois vós sois estrangeiros e peregrinos comigo.” Êxodo 25:23.
 Não está reservado às Nações Unidas e a mais ninguém o direito de decidir sobre esse assunto, pois, a terra é do Senhor. Sei que essa realidade pode ser muito inconveniente para os grandes da terra, mas é o que está escrito. E alias o Senhor também adverte que se o homem intentar fazer o seu ninho e morada nas estrelas Eles os derruba de lá. “Se te elevares como águia, e puseres o teu ninho entre as estrelas, dali te derrubarei, diz o Senhor.” Obadias v.4.
Alguns textos interessantes sobre a Terra e os Céus que agora existem:
A terra é muito linda.
Glórias ao Criador.
“Teus são os céus, e tua é a terra; o mundo e a sua plenitude tu os fundaste.” Salmo 89:11.
“Desde a antiguidade fundaste a terra, e os céus são obra das tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; todos eles se envelhecerão como um vestido; como roupa os mudarás, e ficarão mudados. Porém tu és o mesmo, e os teus anos nunca terão fim.” Salmo 102:25-27.
“E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, E como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão.” Hebreus 1:10-12.

O destaque em negrito no texto abaixo mostra a posição dos remidos e do Senhor, que não foram presunçosos e nem contenciosos com a Palavra de Deus e voluntaria e pessoalmente receberam pela fé a adoção de filhos e salvação pela graça pelo sangue do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sem precisar de mais nada e de mais ninguém. Efésios 2:8-9, Romanos 8.
"e verão a terra que está longe.” 
“Os pecadores de Sião se assombraram, o tremor surpreendeu os hipócritas. Quem dentre nós habitará com o fogo consumidor? Quem dentre nós habitará com as labaredas eternas? O que anda em justiça, e o que fala com retidão; o que rejeita o ganho da opressão, o que sacode das suas mãos todo o presente; o que tapa os seus ouvidos para não ouvir falar de derramamento de sangue e fecha os seus olhos para não ver o mal. Este habitará nas alturas; as fortalezas das rochas serão o seu alto refúgio, o seu pão lhe será dado, as suas águas serão certas. Os teus olhos verão o rei na sua formosura, e verão a terra que está longe.” Isaías 33:14-17.

O Apóstolo Pedro deixa um alerta precioso e incontestável sobre o fim da Terra e os Céus que agora existem. Ele fala sobre os escarnecedores que questionarão sobre a demora da volta do Senhor e os chama de ignorantes e lembra-se da longanimidade do Senhor que não que ninguém se perca.
“Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
 Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste. Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. 2ª Pedro 3.

        Sobre o Milênio do Rei dos reis e Senhor dos senhores, que reinará de Jerusalém sobre toda a terra. (Apocalipse 20). Observe que os resgatados do Senhor os que foram arrebatados pelo Senhor virão das nuvens do Céu a Sião com júbilo (e com Ele o Primeiro e o último o Rei da Glória, é claro) e sobre as suas cabeças haverá PERPÉTUA ALEGRIA. São os que tiveram suas lágrimas enxugadas e lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro. Apocalipse 21.
"Caiu, caiu a grande Babilônia..."
“Assim voltarão os resgatados do Senhor, e virão a Sião com júbilo, e perpétua alegria haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, a tristeza e o gemido fugirão. Eu, eu sou aquele que vos consola; quem, pois, és tu para que temas o homem que é mortal, ou o filho do homem, que se tornará em erva? E te esqueces do Senhor que te criou, que estendeu os céus, e fundou a terra, e temes continuamente todo o dia o furor do angustiador, quando se prepara para destruir; pois onde está o furor do que te atribulava?” Isaías 51:11-13.

Quanto à religião da terra que na sua soberba sempre disse de si mesma “Eu sou e fora de mim não há outra...” Ela cairá; E num só dia receberá as suas pragas. Isaías 47 e Apocalipse 18.

Voltemos para o Senhor que é grande em misericórdia ...