Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

"Como a galinha agasalha os seus pintos debaixo de suas asas!"

"Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!" Mateus 23:37.
"Naquele Dia o Senhor protegerá os habitantes de Jerusalém..."

A abertura do Sexto Selo -

"E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue; E as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte. E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares. E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?" Apocalipse 6:12-17.

Tais fatos acontecerão no Final dos sete anos ou última Semana de Daniel; No final da Grande Tribulação e precederá o último ato do Sexto Dia que é A Volta do Senhor Jesus Cristo em poder e grande glória.

O Homem contra o Homem.
Loucura! O melhor de Babel!
Conforme está escrito em Apocalipse 6 sobre o Sexto Selo, a situação será no momento da Volta Gloriosa do Senhor em Jerusalém, Monte das Oliveiras. E com o nunca aconteceu antes, na Manhã Daquele Dia o espiritual do Deus Todo Poderoso se tornará visível aos olhos dos ímpios, que tentarão se esconder da face do SENHOR. Logo em seguida em Apocalipse 7 e feita a separação do Israel de Deus, na simbologia dos 12.000 X 12 = aos 144.000.
Será aquela separação "como a galinha agasalha os seus pintinhos debaixo de suas asas", e vamos ver a sequência do caos já iniciado sobre a terra A Abertura do Sétimo Selo e o toque das Trombetas... Ai! Ai! Ai! 
A coisa vai ficar feia para os habitantes da terra!
E na Manhã Daquele Dia o SENHOR, Rei dos reis e Senhor dos senhores, o que foi traspassado, protegerá Jerusalém / Israel. (Zacarias capítulos de 12 a 14).

"Naquele dia o Senhor protegerá os habitantes de Jerusalém; e o mais fraco dentre eles naquele dia será como Davi, e a casa de Davi será como Deus, como o anjo do Senhor diante deles. E acontecerá naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém; Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito. Zacarias 12:8-10.

E são as Escrituras no Espírito da Profecia que separou Aquela Semana para Israel no fim dos tempos. E aquela semana equivalerá a Sete anos, conforme a linguagem usada em Levítico 25:8 e apresentada na profecia por Daniel 9. Naquela Semana só há lugar para Israel e ao final da semana que será a septuagésima, Israel reconhecerá a Jesus Cristo, como o Messias e o Todo Poderoso Deus de Abraão, Deus de Isaque e Deus de Israel.
O Israel de hoje, que é Jacó, na Manhã Daquele Dia, no encontro com o Rei da Glória no Jaboque do Armagedom, se levantará despojado de seu orgulho  e nascerá o Israel de Deus.


Ainda há tempo e é tempo de salvação  -

Jesus está voltando. Sua igreja será arrebatada para encontrá-lo nas nuvens do céu.

"HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas...Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, e como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão." Hebreus 1:1-3 e 10-12.

"E todo aquele que invocar o Nome do SENHOR, será salvo".

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

O AntiCristo

 "Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo." 2ª João  v.7

Identificando o Enganador e Anticristo. 

Partimos do princípio fundamental de que segundo as escrituras nenhum
Lindo! Maravilhas de Deus.
O grão de trigo tem o formato
de um pãozinho de sal.
homem subiu ou subirá ao Céu por suas próprias virtudes e bondade, mas somente pela fé que vem pelo ouvir da Palavra de Deus e sem a qual é impossível agradar a Deus. Hebreus 11.


A Senhora Eleita e aos seus filhos -

Na 2ª Epístola Católica de João, o Apóstolo é objetivo ao expressar se dirigindo “à senhora eleita e aos seus filhos”. Disse ainda que ele e todos os que tinham conhecido a Verdade os amava na Verdade e por amor à Verdade que para sempre estaria com eles.

O emprego da palavra verdade, vindo de João o discípulo amado, lembra-nos claramente a identidade do Filho de Deus em João 14:6. “Eu sou a verdade... ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

A saudação do Apostolo à senhora eleita que entendemos tratar-se de Maria e de seus filhos, é acercada de graça, misericórdia e paz no amor e na verdade; É da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo, o Filho do Pai.

O Apóstolo expressa sua alegria por “achar que alguns dos filhos da senhora eleita andavam na verdade”. (não todos)

O Apóstolo relembra o mandamento do amor fraternal no Senhor, como que se a senhora eleita já tivesse dado a entender que o havia esquecido.

Afirma ainda que o verdadeiro amor era andar segundo os mandamentos do Senhor porque já eram chegados os enganadores e o anticristo. 

Aqui a carta toma um sentido mais profundo quando o Apóstolo João fala da chegada do enganador e do anticristo e os caracteriza como aqueles que não confessam que Jesus Cristo veio em carne e em sangue.

Esse versículo deixa claro que a condição básica da fé que salva para vida eterna é crer e confessar que Jesus Cristo, o Filho e Verbo de Deus, veio em carne e em sangue se fazendo homem ao nascer de Maria. E considerando que Ele estava se dirigindo à própria Maria, tratava-se do terrível erro de Maria aceitar ser tirada da posição na qual Deus a colocou que era ser a mãe de Jesus Cristo homem.

O  erro terrível já na antevisão de João era o elevar Maria à condição de mediadora e Deus, ou mãe de Deus, em razão da obra da manjedoura e daquele que nela fora gerado.

Sabemos que somente Deus pode ouvir e atender a todas as pessoas ao mesmo tempo, face à Sua Onipresença, Sua Onisciência e Sua Onipotência. Assim sendo, e assim crendo para salvação eterna, como fazer orações a qualquer outro ser ou pessoa seja ela quem for ou no caso fazer orações a Maria sem estar elevando-a à condição de Deus? Sem estar sendo movido pelo espírito de engano e anticristo?

“Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.”

Em suma, elevar Maria mãe de Jesus à condição de mãe de Deus e mediadora, (podendo ouvir e atender a todos ao mesmo tempo), é o mesmo que eleva-la à condição de Deus e é, na essência, negar que Jesus Cristo o Filho de Deus se fez carne, que veio em carne e em sangue, é ser Anticristo.

"E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará." João 8:32 e 36, João 17:17.

Carta a Maria - 2ª Epístola do Apóstolo João -
O ANCIÃO à senhora eleita, e a seus filhos, aos quais amo na verdade, e não somente eu, mas também todos os que têm conhecido a verdade,
2  Por amor da verdade que está em nós, e para sempre estará conosco:
3 Graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo, o Filho do Pai, seja convosco na verdade e amor.
4  Muito me alegro por achar que alguns de teus filhos andam na verdade, assim como temos recebido o mandamento do Pai.
5  E agora, senhora, rogo-te, não como escrevendo-te um novo mandamento, mas aquele mesmo que desde o princípio tivemos: que nos amemos uns aos outros.
6  E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes, que andeis nele.
7  Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo.
8  Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão.
9  Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho.
10  Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis.
11  Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.
12  Tendo muito que escrever-vos, não quis fazê-lo com papel e tinta; mas espero ir ter convosco e falar de boca a boca, para que o nosso gozo seja cumprido.
13  Saúdam-te os filhos de tua irmã, a eleita. Amém.



"Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia." João 6:37-39.

A Melhor Mensagem sobre Maria.

Para aqueles que querem conhecer a verdade num mundo de escrachada pedofilia, e outras coisas a mais, cuja origem estão nas abomináveis imagens da idolatria romana.

O testemunho abaixo é sobre um homem que escapou das terríveis garras.

Extraído.

O lado macabro da religião romana.
Você sabia disso?
Em Montreal existe uma esplêndida catedral, com capacidade para quinze mil pessoas. Preguei ali muitas vezes. Um dia, o bispo pediu-me que falasse sobre a Virgem Maria, e tive o prazer de fazê-lo. Disse àquela gente o que então eu pensava ser a verdade, bem como o que o sacerdote crê e prega em toda a parte. Aqui está o sermão que preguei:

“Meus prezados amigos, quando um homem se tem rebelado contra o seu rei ou tem cometido um grande crime contra o seu imperador, ele vai falar-lhe pessoalmente? Se tem um favor a pedir ao seu rei, ousa ele, em tais circunstâncias, comparecer à presença do seu soberano? Não, o rei o repreenderia e o puniria. Que faz ele, então? Em vez de ir ele mesmo, escolhe um dos amigos do rei, algum dos seus oficiais, porventura a irmã ou a mãe do rei, e põe a petição nas suas mãos. Eles vão e falam em favor do homem culpado. Pedem perdão para ele, pacificam a ira do rei, e muitas vezes este concede a estas pessoas o favor que recusaria ao homem culpado.”

“Então, –disse eu–, todos nós somos pecadores. Todos nós temos ofendido o grande e poderoso Rei, o Rei dos reis. Temo-nos rebelado contra Ele. Temos calcado as Suas leis sob os nossos pés, e certamente Ele está irado contra nós. Que podemos fazer hoje? Iremos nós mesmos, pessoalmente, a Ele, com nossas mãos cheias de iniquidade? Não! Mas, graças a Deus, temos Maria, a mãe de Jesus, o nosso Rei, à sua mão direita, e como um obediente filho nunca recusa qualquer favor à sua querida mãe, assim, Jesus jamais negará qualquer favor a Maria. Ele nunca recusou atender qualquer petição que ela lhe apresentou quando estava na terra. Ele jamais, de modo algum, repreendeu a sua mãe. Que filho seria capaz de quebrantar o coração de uma terna mãe, estando em seu poder infundir-lhe gozo, concedendo-lhe o que ela desejasse? Digo então, Jesus, o Rei dos reis, não é somente Filho de Deus, mas Ele é também Filho de Maria, e ama a Sua mãe. E como nunca recusou a Maria coisa alguma, quando estava sobre a terra, não lha negará tão pouco no dia de hoje. Então, que devemos fazer? Oh! Nós não podemos apresentar-nos pessoalmente perante o grande Rei, cobertos como estamos de iniquidade. Apresentemos, pois, as nossas petições à sua santa mãe; ela mesma irá aos pés de Jesus, seu Deus e seu filho, e ela, certamente, receberá os favores que lhe pedir; ela pedirá perdão para nós, e obtê-lo-á. Pedirá um lugar para vós no Reino de Cristo, e vós o conseguireis. Pedirá a Jesus que Ele se esqueça das vossas iniquidades, que vos conceda o verdadeiro arrependimento, e Ele vos dará tudo o que a Sua mãe Lhe pedir.”

Os meus ouvintes sentiram-se tão felizes com a ideia de terem uma tal advogada aos pés de Jesus, intercedendo por eles dia e noite, que todos eles se debulhavam em lágrimas, e estavam como que fora de si, comovidos com a ideia de que Maria podia pedir e obter o perdão para eles.

Pensava eu naquele tempo que esta era, não só a religião de Cristo, mas também a religião do bom senso, e que nada poderia ser articulado contra ela. Depois do sermão, o bispo veio a mim e abençoou-me, e, agradecendo-me, disse-me que o sermão iria fazer grande bem ao povo de Montreal.

Naquela noite ajoelhei-me, tomei a minha Bíblia, sentindo o meu coração cheio de júbilo pelo bom sermão que eu pregara pela manhã. Abri a Bíblia e li em Mateus 12:46-50 as seguintes palavras: “E falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe. E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão e irmã e mãe.”

Quando li estas palavras, uma voz mais terrível do que um forte trovão falou-me, dizendo: “Chiniquy, pregaste uma mentira esta manhã, quando disseste que Maria sempre recebeu os favores que pediu a Jesus. Não vês que Maria vem pedir-Lhe um favor, que é o de ver a seu filho, durante cuja ausência se sentira solitária; a seu filho que a havia deixado durante muitos meses para ir pregar o Evangelho?” Quando Maria chegou ao lugar em que Jesus estava a pregar, o ajuntamento do povo era tão grande, que ela não pôde entrar. Que fez ela? Fez o que qualquer mãe faria em seu lugar. Ergueu a voz e pediu-Lhe que viesse vê-la; mas, ao ouvir a voz de Sua mãe e ao contemplá-la com os Seus olhos divinos, concedeu-lhe Jesus a petição? Não! Fechou os ouvidos à voz da mãe carinhosa e o Seu coração resistiu à sua petição. Foi uma repreensão em público, e ela sentiu-o acerbamente. O povo ficou atónito. Todos ficaram perplexos, quase escandalizados. Voltaram-se para Cristo e disseram-Lhe: “Porque não vais falar à tua mãe?” Que disse Jesus? Ele não deu senão esta extraordinária resposta: “Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?” E, olhando para os Seus discípulos: “Eis aqui minha mãe, meus irmãos e minhas irmãs.” Quanto a Maria, é deixada sozinha, e publicamente censurada.

Então a voz falou-me de novo com o poder do trovão, dizendo-me que lesse outra vez Marcos 3:31-35. Encontrei o mesmo incidente também em Lucas 8:19-21. Em vez de conceder-lhe a petição, Jesus replica a Sua mãe, censurando-a publicamente. Então a voz falou-me com terrífico poder, dizendo-me que Jesus, enquanto fora criança, obedecera a José e à Sua mãe; mas quando Se apresentou ao mundo como o Filho de Deus, como o Salvador do mundo, como a grande Luz da humanidade, Maria teria de desaparecer. É somente para Jesus que os olhos do mundo se devem voltar, a fim de receberem a Luz e a Vida.

Links:

Palavra da Vida: Retomando o Planeta Terra.

Palavra da Vida: Retomando o Planeta Terra.: "porque a terra é minha diz o Senhor..." Vai discutir com Ele? Você sabia que Deus vai retomar a terra que é dEle e vai de...

domingo, 15 de dezembro de 2013