Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de março de 2013

Olhai, vigiai e orai

"Aprendei, pois, a parábola da figueira: Quando já o seu ramo se torna tenro, e brota folhas, bem sabeis que já está próximo o verão. Assim também vós, quando virdes sucederem estas coisas, sabei que já está perto, às portas. Na verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas aconteçam. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.


Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo. 

É como se um homem, partindo para fora da terra, deixasse a sua casa, e desse autoridade aos seus servos, e a cada um a sua obra, e mandasse ao porteiro que vigiasse. Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo.

E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai." Marcos 13:28-37.

Poder Salvador de Jesus Cristo.

O Salvador salvando por seu poder e graça.


Ele chama com amor.
"E também por cima dele, estava um título, escrito em letras gregas, romanas, e hebraicas: este é o rei dos judeus.


E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo:
- Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós.

Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo:
- Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?
E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.

E disse a Jesus:
- Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.

E disse-lhe Jesus:
- Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.

E era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até à hora nona, escurecendo-se o sol; E rasgou-se ao meio o véu do templo. E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou." Lucas 23:38-46.

Criação SIM. Evolução NÃO.

Muito bom.
O vídeo é instrutivo e atrativo.

terça-feira, 19 de março de 2013

O justo viverá da fé.

"Os sábios são envergonhados, espantados e presos; eis que rejeitaram a palavra do Senhor; que sabedoria, pois, têm eles?" Jeremias 8:9.

Disse Jesus: "Vinde a mim todos os que estais cansados
e oprimidos e eu vos aliviarei."
Mateus 11:28.
Combater os efeitos sem observar a causa que o originou não é correto e sábio. O mal deve ser desarraigado pela raiz. "E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo." Mateus 3:10.

Carta aos Romanos 1:16-32.

"Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.


Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; Estando cheios de toda a iniquidade  prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem."

Abrão - Bendito do Deus Altíssimo.

"Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos." 
1ª Corintios 10:11.
"Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças,
subirão com asas como águias; correrão,  e não se
cansarão; caminharão, e não se fatigarão."
Isaías 40:31.

Introdução.

Abrão sendo chamado pelo Senhor Deus, o Todo Poderoso a sair de sua terra e de sua parentela, obedeceu em parte à voz do Senhor, pois saiu de sua terra, mas levou seus pais e seu sobrinho Ló. Gênesis 12.

Na maravilhosa separação ocorrida mais tarde ao pé do monte, onde Ló optou pelas campinas do Jordão quando viu aquela, com bela aparência (parecia o Jardim de Deus). Na sua ânsia de prosperidade, Ló não percebeu que vida e o verde daquela campina dependiam diretamente da cidade de Sodoma. Veio a compreender isso somente mais tarde quando sua casa e vida já estavam completamente comprometidas com os costumes daquela cidade onde habitavam “homens maus e grandes pecadores contra o Senhor”, e toda aquela aparência e verde se tornou em cinzas. (Gênesis 13:13)

Abrão, por sua vez, no proposito firmado com o Senhor Deus Todo Poderoso que o havia chamado e escolhido e o nomearia pai de muitas nações; Separa-se, e sobe a montanha em busca de uma comunhão maior com o Senhor. Ali na montanha Abrão adquiriu amigos confederados que eram para ele, como anjos enviados pelo Senhor para guardá-lo e dissimular os inimigos de qualquer intento de lhe fazer algum mal. (Gênesis 14:13) Que maravilha é a proteção do Senhor! (Salmos 46).

Não era assim com Ló, pois as facilidades na planície verde para ganhos fáceis eram um atrativo para as hordas de ladrões e salteadores que ali viviam e se digladiavam. Os habitantes dali, movidos pelos interesses da terra não tinham tempo para se importar uns com os outros. Ló estava prosperando, contudo estava sozinho e o mal chegaria à sua casa. “SE o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.” Salmos 127:1.

Um abismo chama outro abismo, e assim os inimigos chegaram e não havia nenhuma proteção para Ló e os seus. Ele, os seus e tudo que tinha foi levado cativo pela horda que também saqueou as cidades de Sodoma e Gomorra. (Gênesis 14).

Todavia face à misericórdia do Senhor e por certo a intercessão de Abrão, alguém dos de Ló (creio que o mais sábio e prudente) escapou e foi ter com Abrão e pedir socorro e ajuda pela casa de seu pobre senhor. “Então veio um, que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu; ele habitava junto dos carvalhais de Manre, o amorreu, irmão de Escol, e irmão de Aner; eles eram confederados de Abrão.” Gênesis 14:13.

Diz as escrituras que Abrão e seus confederados, os trezentos e dezoito servos, se armam e descem para resgatar Ló. Contudo Abrão não desceu de qualquer maneira, desceu na comunhão com o Alto e Sublime, e destituído dos mesquinhos interesses da terra, o lucro e a avareza. E como era de se esperar, com essa descida em conformidade com o pensamento de Deus, Abrão, seus confederados e os trezentos e dezoito servos derrotam o inimigo e tomam de volta as pessoas e os bens. “E tornou a trazer todos os seus bens, e tornou a trazer também a Ló, seu irmão, e os seus bens, e também as mulheres, e o povo.” Gênesis 14:16.

A proposta do rei de Sodoma:

Gênesis 14:10-24.

Então o Rei de Sodoma, que também é chamado de deus deste século, príncipe das trevas e senhor daquelas terras, que recebera quando fugia a unção das trevas com o óleo negro; saiu ao encontro do vitorioso Abrão, para lhe fazer uma proposta. “Dá-me somente as pessoas e você fica com todos os bens.”  (V.21)

Pausa para respirar.
A vontade pelo Espirito do Deus Vivo é de gritar! E gritar bem alto.
Como as pessoas estão sendo vendidas hoje pelos seus líderes que poderiam ser pastores (1ª Pedro 5:1-4), todavia só tem olhos e desejos para os tesouros da terra! E o inimigo cruel, que tem a unção das trevas e que batiza com essa unção de engano e horror (v.10), sabendo que a avareza domina o coração de muitos  tem se deleitado, pois sua proposta tem sido aceita por muitos amontoadores de fortunas. Dá-me as almas e recebam muitos bens”. “Tudo isso darei a vocês, me deem somente as almas”.
"E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita." 2ª Pedro 2:3)

Voltemos ao estudo.
O rei de Sodoma saiu ao encontro de Abrão... (v.17). Mas graças a Deus e bendito seja o Nome do Senhor! Melquisedeque já estava ali com Abrão! Oh Glória! (v.18-19)

Antes do rei de Sodoma poder fazer sua proposta; Melquisedeque já estava alimentando seu servo Abrão com “pão e vinho”. (Ceia do Senhor). Aleluia.

É assim que acontece na Obra do Espírito. “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na hora da angustia!” Salmos 46:1.

Com a presença de Melquisedeque ali naquela intimidade singular com Abrão, o rei de Sodoma não podia chegar e somente depois com Abrão já fortalecido pelo “Pão e Vinho do Céu” e tendo recebido a singular benção: “Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo o Possuidor dos céus e da terra”, é que ele o tentador pode chegar.

Diferença e semelhança com Melquisedeque–Jesus, que seria levado à prova e tentado no deserto, antes de ser assistido pelos anjos! (Lágrimas).

Agora na permissão do Seu Senhor e Rei e Deus Abençoador, e para deixar claro para o rei de Sodoma que Abrão ouvira atenta e minuciosamente a Voz de Melquisedeque-Jesus;

O possuidor da unção das trevas e deus deste século apresenta sua proposta a Abrão: “Dá-me somente as pessoas e fica com os bens!”

Abrão que ouvira atentamente a Voz de Melquisedeque-Jesus e que mantinha com Aquela Voz uma intima comunhão, respondeu ao rei de Sodoma e deus deste século: “Levantei as minhas ao Deus Altíssimo, Possuidor dos céus e da terra e Meu Abençoador que por amor de Seu Nome que é Santo, nem um fio ou correia de sapato vou receber de ti, porque meus sapatos estão bem ajustados e meus pés estão calçados com as alparcas do Evangelho da Paz.” Aleluia, glórias a Jesus! (Isaías 52:7, Romanos 10:15, Efésios 6:15)

“Mesa preparada! Cabeça ungida! Cálice transbordando!  
Isto é que é vida! vida com Jesus, isto é que é vida carregando a cruz...” (2x)

“Depois destas coisas veio a Palavra do Senhor a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo e o teu grandíssimo galardão.” Gênesis 15.